Wednesday, December 07, 2005

Amor, amor, amor

Acabo de receber uma carta de amor. Em papel e caneta, mesmo. De uma pessoa que nunca vi na vida. E essa carta me fez mais feliz do que posso me lembrar por muito tempo.

A carta é sóbria e apaixonada ao mesmo tempo. Filosofa enquanto infantil. Toca diversos pontos profundos dentro de mim. Reflete sentimentos que eu mesmo tenho, e que são sutis. É escrita em português perfeito. Traz um poema que, ela não sabia, me encanta. Traz outro que não conhecia, que também me encanta. Mostra alguém bela, inteligente, com sede pela vida e pela sabedoria. Que vê beleza nas mesmas coisas que eu, mesmo que essas coisas não sejam consideradas belas por muitos.

Também te amo.

3 Comments:

Blogger Luciana said...

Olha, vc pode ficar séculos sem escrever, contanto que escreva sempre lindo assim. Ainda mais quando é dedicado a uma pessoa mais que linda!
Um feliz natal, querido e obrigada por ser um enorme presente na vida de uma querida nossa... ;)
Beijo.

Saturday, December 24, 2005 11:39:00 AM  
Blogger Patrícia said...

Lindo, eu também amei demais a sua carta e igualmente fiquei feliz como há muito tempo não me sentia.
Espero escrever outras pra você e ainda te levar esta alegria. :-)
Beijos, te amo muito.
Ah! E mais uma vez, feliz aniversário! :-)

Thursday, January 26, 2006 3:41:00 AM  
Blogger reflexoes depois said...

Como são as cartas dos amant4es? Não sei isso era Drommond que sabia.. eu as acho lindas.. só isso! um beijo

Saturday, February 18, 2006 5:53:00 AM  

Post a Comment

<< Home